• Equipe Online

Como a sua empresa será lembrada no pós-pandemia?

Atualizado: Ago 26

A forma como a sua empresa se posicionou durante a pandemia será fundamental para a aceitação dela no mercado. Se a sua comunicação foi falha ou equivocada, prepare-se para não colher bons frutos. Mas se você fez questão de informar o público sobre todas as suas ações, se promoveu atividades visando as parcerias, se criou promoções realistas, se focou na fidelidade de seu cliente, se investiu em projetos sociais, entre outros, você acertou e com certeza vai ter o apoio que precisa no retorno. O momento, como sabemos, é delicado para todos os setores. E muitas empresas estão tendo que se reestruturar para poder continuar no mercado. Portanto, quem usou estratégias adequadas para passar pela crise sem dúvidas será melhor recebido. Para citar um exemplo de erro, vamos falar da loja Osklen, que tentou se aproveitar da crise lançando máscaras caríssimas para vender durante a pandemia. O tiro, obviamente, saiu pela culatra e a receptividade foi péssima. Ficou clara a intenção oportunista da marca, que não teve nenhuma empatia com o que estava acontecendo, ignorando, em prol do lucro, uma doença que estava tirando muitas vidas e exigindo novos hábitos por parte da população. A justificativa da Osklen, de que parte do valor pago pelo consumidor seria doado para uma instituição de caridade, piorou a situação e a campanha precisou ser retirada do ar. Já um case de sucesso, que viralizou, foi o do Magazine Luiza. A empresa intensificou uma campanha, lançada antes da quarentena, voltada para a violência doméstica contra mulheres, que aumentou durante a pandemia. Por meio de uma mensagem escrita, uma atendente virtual orienta as possíveis vítimas sobre como denunciar o caso no próprio aplicativo da empresa. O projeto foi muito bem pensado, e, inclusive, se tornou utilidade pública para muitas mulheres em situação de risco. A percepção positiva da marca pelo consumidor foi imediata; ao contrário do impacto negativo gerado pela campanha da Osklen. Usamos estes dois exemplos apenas para mostrar como o posicionamento de uma marca pode definir o futuro dela no mercado. No caso da pandemia, quem focou em vendas perdeu oportunidades, pois impossibilitados de sair, e com limitações financeiras, os consumidores não estavam atrás de produtos, mas sim de serviços que pudessem, de alguma forma, ajudá-los a passar pelo momento extremamente difícil. Acertaram as empresas que ofereceram cursos gratuitos de reciclagem, que promoveram palestras sobre a pandemia, sobre os rumos da economia e os impactos emocionais do confinamento, por exemplo. As ações promovidas durante a pandemia serão decisivas para o pós-pandemia, que vai precisar, mais do nunca, de um amplo plano de comunicação. Seu cliente precisa saber o que você vai fazer daqui para a frente, mas também o que você fez, onde vocês estava e o que você tem a dizer para ele neste retorno.



11 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
Online Comunicação Empresarial